quinta-feira, 2 de julho de 2009

O Sistema aqui é bruto, fia!


Logo no começo vemos Vivian (Vanessa Giácomo) sendo questionada no Aeroporto sobre sua estadia em Londres. Em seguida entra Jean Charles (Senton Mello) e falando em inglês diz que é casado com uma inglesa, tem um filho e a prima veio para ajudar. Vivian pergunta o que ele falou Charles simplesmente fala: Se vai mentir mente direito Vivi! Aqui o sistema é bruto, fia.
Ai vemos que o brasileiro que ficou famoso por ser injustamente morto pela Scotland Yard tinha principios proprios. E nem por isso não era uma pessoa que ajudava todos como na cena que ele conserta o som no show de Sidney Magal.
E mostra também a tênue linha que separa o moral do imoral para se sobreviver em Londres como a cena em que Jean trai seu chefe (feito pelo próprio chefe) pegando um cliente deste e compra em seguida uma tela de plasma.
Também vemos por que pessoas do interior de Minas como os primos de Menezes como Alex (Luis Miranda), Patricia (a própria prima Patricia Armani) e Vivian (Vanessa Giácomo) saem em busca de uma vida melhor sendo as vezes humilhados. Uma cena que ilustra muito bem isto é quando Alex mostra a cozinha em que vivem com sanduicheira, jarra que ferve a água, fogão de última geração, grill George Forman "original", microondas e tudo mais. Ou Charles orientando Vivi para atravessar a rua: "Oh aqui ta escrito 'see left', depois toma um onibus de dois andar no meio da testa".
O filme no começo quase parece um documentário de como é morar em Londres sendo ilegal, se não fosse as aparições das televisões inglesas falando de terrorismo quase nos esqueceriamos do fim trágico do nosso personagem central. Ou a tocante cena em que os policias mostram Jean no necroterio e os primos assustados e inseguros. Então Alex entra dentro do quarto onde o corpo se encontra e grita chamando os ingleses de covardes.
O filme deixa saudades de Charles mesmo sem conhece-lo e pensamos quando será feito justiça?


Um comentário:

Jéssica Gottlieb disse...

Sinto a mesma coisa. Acho que a revolta por esse crime brutal vai fazer parte de nossas vidas por um bom tempo. Parabéns pela iniciativa do blog, mostra que alguém se preocupa e que Jeam ainda não foi esquecido.
Com certeza estarei aqui mais vezes.